Você conhece o Janeiro Branco?

É preciso cuidarmos da nossa mente para conquistarmos uma vida mais saudável

Por JULIANA LOBATO 26/01/2018 - 17:39 hs

Durante o ano, somos convidados a nos consultar com médicos e realizar exames periódicos para cuidar da nossa saúde física.

Mas e quanto ao psicológico? Com que regularidade você cuida da sua saúde mental e da sua família? Pois saiba que ela é um importante pilar para manter a sua qualidade de vida.

É importante parar para pensar no quanto nos conhecemos, quanto às emoções, pensamentos e sobre os nossos comportamentos.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as doenças e transtornos mentais afetam mais de 400 milhões de pessoas em todo o mundo. E a Organização das Nações Unidas (ONU), contabiliza que entre 75% e 85% dessas pessoas não têm acesso a tratamento adequado.  

A OMS considera o Brasil como o país com maior prevalência de depressão da América Latina e o segundo com maior prevalência nas Américas, ficando atrás somente dos Estados Unidos, que têm 5,9% de depressivos.

A depressão atinge 5,8% da população, enquanto os distúrbios relacionados à ansiedade afetam 9,3% das pessoas. As principais doenças são: a depressão, a bipolaridade, ansiedade, distúrbios alimentares e dependência química.

Os dados assustam, não é mesmo? Pensando nisso, desde 2014 foi criado o “Janeiro Branco”, uma campanha com a finalidade de mostrar que a saúde mental e emocional estão intimamente ligadas ao bem-estar, ao trabalho e à convivência social.

Ela nos convida a avaliar as nossas vidas, nosso futuro, nossos relacionamentos e nosso cotidiano. A cor branca foi adotada por ser a união de todas as cores, remetendo à ideia de que o indivíduo, para ter saúde mental, precisa estar em harmonia com todas as áreas de sua vida.

Para a ONU, a falta de um tratamento adequado à saúde mental faz com que tais enfermidades ocupem posições de destaque no ranking das doenças que mais atingem a população mundial. Tenho certeza de que você conhece, próximo ou não, uma história de alguém que sofreu ou sofre com alguns desses problemas.

Como forma de tratamento e prevenção, aqui vão três dicas: atividade física, meditação e a ingestão de Colina, um macronutriente presente na forma de fosfatidicolina, que pode ser encontrado em diferentes tipos de alimentos que naturalmente contêm determinadas gorduras.

Ele ajuda a manter o equilíbrio funcional dos sistemas nervoso, endócrino, digestivo e reprodutivo.

Por isso é tão importante instigarmos a cultura da Saúde Mental entre nós. Nossa sociedade está adoecendo por conta do estilo de vida moderna que levamos.

Estamos sempre com pressa, sem tempo para aqueles que amamos e os pensamentos pairam apenas pelo trabalho.

É preciso cuidarmos da nossa mente para conquistarmos uma vida mais saudável.

Sempre que possível, avalie sua vida e daqueles que estão por perto e indique a ajuda profissional.

Vamos valorizar nossas emoções e pensamentos!

JULIANA LOBATO é médica (CRM-MT 6918), coach, escritora e palestrante em Cuiabá.