Projeto promove aulas de jiu-jitsu para servidores em Barra do Garças

Por Assessoria/PJC 10/08/2017 - 16:32 hs

Foto: Reprodução

Um projeto idealizado pelo Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra), da Polícia Judiciária Civil, com apoio da Polícia Militar do Estado de Goiás disponibiliza aulas de Jiu-Jitsu e defesa pessoal para servidores e colaboradores da Segurança Pública da Regional de Barra do Garças (509 km a Leste).

Idealizado pelo operador do Garra, Amarildo Fernandes, graduado faixa roxa em jiu-jitsu e monitor das aulas em parceria e supervisão do sargento da PM-GO, Abenildo Fernandes, faixa preta 1º Grau da Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu (CBJJ) e International Brasilian Jiu-Jitsu (IBJJ), o projeto visa o desenvolvimento cognitivo do ser humano.

Os trabalhos contam com a parceria do Sistema Prisional de Barra do Garças, que concedeu o espaço da academia para realização dos treinos, que acontecem segundas e quartas-feiras, das 19h30 às 21 horas.

Segundo o investigador, Amarildo, o projeto aplica a filosofia Gracie Jiu-Jitsu, buscando a integração entre servidores da Segurança Pública e seus familiares, promovendo um aprendizado de autoconhecimento, ação reação, convivência e disciplina.

“A ideia de estender as aulas para os filhos dos servidores, visa a interação familiar, participação e conquista de confiança, respeito e união, fazendo a aproximação através da filosofia das artes marciais”, destacou o idealizador do projeto.

A FILOSOFIA GRACIE

A aplicação do Gracie Jiu-Jitsu tradicional vai além da aplicação de estrangulamentos, chaves em articulações, imobilizações, quedas e socos. O Gracie Jiu-Jitsu é um estilo de vida. Fora do tatame, os membros da família Gracie levam vidas equilibradas, saudáveis, com base na mesma filosofia que governa seu sistema único de autodefesa. Os Grandes Mestres Carlos e Helio Gracie acreditavam que os princípios de eficiência, paciência e controle guardavam a chave para o êxito em todos os aspectos da vida.