Pobreza e desigualdade é tema de curso oferecido a profissionais da Educação pela UFMT

Um dos polos a realizarem o curso será a UFMT de Barra do Garças. Outros quatro campus também oferecerão o curso

Por Kayc Alves/Da Redação 09/02/2018 - 18:32 hs

Foto: Reprodução

O período de inscrição do curso de aperfeiçoamento “Educação, Pobreza e Desigualdade Social” foi prorrogado até o próximo dia 15. A iniciativa é uma parceria entre o Instituto de Educação da Universidade Federal de Mato Grosso (IE-UFMT) e a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi), vinculada ao Ministério da Educação. São 350 vagas em cinco campus da UFMT.

O curso é voltado para os profissionais da área da educação de Mato Grosso, em especial àqueles que atuam no Programa Bolsa-Família (PBF). O edital disponível no site da UFMT apresenta alguns pré-requisitos que os cursistas precisam cumprir para ingressar no curso de 180 horas.

O objetivo do curso é oferecer novos saberes acerca da pobreza e seu impacto na realidade da escola pública. A iniciativa também intenta qualificar os profissionais da educação para a aplicação de métodos e ferramentas de trabalho com base na discussão proposta.

O link para a realização da inscrição eletrônica pode ser encontrado no edital do curso. As inscrições são limitadas, com 350 vagas distribuídas entre os municípios de Cuiabá, Rondonópolis, Barra do Garças, Sinop e Cáceres.