Vice-governador critica ''ganância'' da Sefaz de Mato Grosso

"Indignação" surgiu após Secretaria de Fazenda multar produtores que transportavam máquinas agrícolas sem nota fiscal

Por Diego Frederici/Folha Max 12/02/2018 - 10:25 hs

Foto: Reprodução
Vice-governador critica ''ganância'' da Sefaz de Mato Grosso
Em áudio Fávaro teria supostamente criticado a Sefaz

Um áudio atribuído ao vice-governador Carlos Fávaro (PSD), que vem sendo divulgado no WhatsApp desde sábado (10), faz duras críticas ao próprio Governo. Fávaro disse que o Estado “só quer arrecadar e atrapalhar a vida do cidadão”. 

A declaração foi feita após a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-MT) multar produtores agrícolas que transportavam máquinas entre propriedades rurais sem apresentar a nota fiscal do veículo. “Nunca defenderei criminoso, em qualquer área. Mas um Estado que tem na força da sua economia a agricultura, a pecuária, e alavanca o desenvolvimento num momento de colheita, de safra, que estão homens e mulheres trabalhando dia e noite para gerar oportunidade de emprego e riqueza para esse Estado. Ter o Estado como atrapalhador, eu não posso admitir. A secretaria de Estado de Fazenda fazer blitz coibindo, multando, atrapalhando o deslocamento de máquinas de uma propriedade para outra. Neste momento é um Estado que só quer arrecadar e atrapalhar a vida do cidadão”, disparou.

Ele disse que já externou sua “indignação” ao secretário de Fazenda, Rogério Gallo, e espera que o assunto seja resolvido o mais rápido possível. “Manifestei minha indignação e pedi a ele que tome providências mantendo a legalidade, mas não atrapalhando o cidadão de bem deste Estado. Caso contrário, desanima quem quer trabalhar, quem quer fazer a riqueza deste Estado acontecer. Eu sou Carlos Fávaro, vice-governador de Mato Grosso”, afirma.

O áudio atribuído ao vice surge exatamente uma semana após uma ‘feijoada’, organizada pelo governador Pedro Taques em sua residência, oferecida para “reunir” os aliados do Executivo, que vem quebrando a cabeça para ‘acomodar’ seus principais apoiadores nos cargos em disputa das eleições de 2018. Fávaro, inclusive, posou na foto que registrou o encontro ao lado de Taques.

No encontro, teria sido definido que ele continuaria na condição de vice na chapa do tucano. Outro apoiador incondicional do chefe do Executivo, o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL-MT), e deputado estadual, Eduardo Botelho (PSB), também estava ao lado de Pedro Taques na fotografia.

Mesmo com a aparente harmonia entre os caciques da política mato-grossense, Botelho questionou em entrevistas se Fávaro, de fato, “está ou não com o governador”. Nos bastidores, comenta-se que o vice pode disputar uma vaga no Senado ou mesmo lançar uma candidatura ao governo, atrapalhando o projeto de reeleição de Taques. "Primeiro tem a questão do vice: ele está ou não com o governador? Ele é ou não candidato? Essa é a questão”.