Segunda edição de Nota Premiada sorteará carro a população de General Carneiro

Primeiro ano de campanha gerou uma arrecadação de R$ 500 mil ao município

Por Kayc Alves/Da Redação 14/03/2018 - 17:15 hs

Foto: Semana7
Segunda edição de Nota Premiada sorteará carro a população de General Carneiro
Prefeito Marcelo Aquino visa aquecer o comércio de General Carneiro

A prefeitura de General Carneiro vai sortear um carro na edição deste ano da Nota Premiada. A campanha, realizada pela segunda vez, busca incentivar o consumo no comércio local, gerando arrecadação de impostos pelo município. Além do veículo, outros prêmios serão sorteados.

Para concorrer aos 11 prêmios, o consumidor deve trocar suas notas fiscais do município por cupons na prefeitura de General Carneiro. Na compra de R$ 50 reais em produtos ou contratação de serviços, o morador ganha um cupom. Os tributos municipais como IPTU, IPVA, água e alvarás também geram cupons. Na transferência de documentos de veículos para o município ou no pagamento de ITBI, o contribuinte também ganhará cinco vales sorteios.

No ano passado, a primeira edição da Nota Premiada foi um sucesso. Segundo o prefeito Marcelo Aquino, a campanha gerou uma arrecadação de R$ 500 mil ao município. A premiação teve um custo de 50 mil em 2017 e, nesse ano, a estimativa é de que custe cerca de 100 mil, com a inclusão do veículo 0 km no sorteio.

O objetivo da campanha é impulsionar a arrecadação tributária no município. General Carneiro registra pouca coleta de impostos, porque muitos moradores preferem andar 65 km para consumir em Barra do Garças.

“Já vi morador abastecer R$ 10 de combustível no posto da cidade, só para conseguir chegar em Barra e encher o tanque. Muitos consumidores vão fazer a compra do mês nos supermercados de Barra, devido aos preços mais baratos”, relatou Marcelo Aquino ao Semana7, em 2017, quando lançou a campanha.

O prefeito diz agora que, com a primeira edição, já foi possível registrar resultados. Além do aumento de consumo dentro do município, houve o que ele chama de uma “regulamentação do comércio”.  “O comerciante que não vendia com nota fiscal, passou a vender para aumentar a saída de produtos”, destaca.

Segundo o gestor, hoje o benefício ao comerciante é o aumento nas vendas. Mas nas próximas edições da campanha ele afirma querer premiar também os vendedores.

De 5 de março, dia que se iniciou a troca de notas por cupons, até hoje, a prefeitura já arrecadou 15 mil, em consumo dos moradores. O período de troca termina no dia 30 de novembro de 2018. A prefeitura vai realizar o sorteio no dia 2 de dezembro.

Quanto à arrecadação tributária, o município que hoje conta com uma coleta de ICMS de 0,6%, quer aumentar esse índice. A primeira meta da administração é chegar a recolher 1%. Segundo o prefeito, o imposto é um recurso que pode ser revestido para a aplicação em qualquer área.