Ex-prefeito de Barra contrata o posto da família e Justiça manda bloquear R$ 20 mi

Por Francis Amorim/RD News 16/05/2018 - 11:01 hs

Foto: Semana7
Ex-prefeito de Barra contrata o posto da família e Justiça manda bloquear R$ 20 mi
Ex-prefeito Wanderlei Farias responde por irregularidades na compra de combustíveis

A Justiça determinou o bloqueio de bens do ex-prefeito de Barra do Garças, Wanderlei Farias (sem partido) e de outras cinco pessoas em ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Estadual (MPE) que apura supostas irregularidades na compra de combustíveis. A decisão é do juiz da 4ª Vara Cível de Barra do Garças, Luiz Augusto Ferrari, datada do dia 10 deste mês. O montante não consta na inicial e nem na decisão judicial mas o RD News apurou que o valor a ser bloqueado é de R$ 20,2 milhões.

Segundo o MPE, há indícios de irregularidades no procedimento de aquisição de combustíveis pelo município entre os anos de 2009 a 2012, onde a empresa Farias Santos e Farias Zampa Ltda., que pertence a uma irmã e um sobrinho do ex-prefeito, venceu diversas licitações, em sua maioria sem concorrentes, além de ser beneficiada com termo de aditivo de prorrogação de prazo e dispensa de licitação.

 Na ação, o Ministério Público contesta a contração da empresa, que tem como sócios, Lindomar Farias Santos e seu filho, Leonardo Farias Zampa, irmã e sobrinho de Wanderlei Farias, apontando a prática de nepotismo. Além do vínculo parentesco, o MPE cita que as despesas relativas à compra de combustíveis não foram corretamente liquidadas, sem a juntada de notas fiscais e indicação dos veículos abastecidos.

O MPE sustenta que "há fortes provas da prática de graves violações a diversos princípios constitucionais legais, bem como enriquecimento ilícito com prejuízo ao erário". Na ação, a promotoria de Justiça requer a indisponibilidade dos bens para o ressarcimento dos danos causados. Na decisão do magistrado não consta valores individual ou coletivo.

Outro lado

Ao RDNews, o ex-prefeito Wanderlei Farias disse que está tranquilo em relação a decisão e que a Justiça vai esclarecer os fatos no seu devido tempo. Ele acrescenta que os processos de licitações foram feitos na mais completa lisura e que tudo será devidamente apurado. "Não me preocupa porque fiz as coisas certas. Não tenho nada a esconder".

Leonardo Farias Zampa, sobrinho de Wanderlei, é ex-prefeito de Novo São Joaquim. Ele não foi localizado pela reportagem.