Araguaia demite técnico e jogadores mas confirma presença em jogo contra o Operário na Arena

Por A Gazeta 31/10/2018 - 16:24 hs

Foto: Reprodução

Time com pior campanha entre os sete participantes da Copa FMF sem somar nenhum ponto até o momento, o Araguaia tentou em vão um acordo com a Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) para que seja cancelado o último jogo da equipe diante do já classificado Clube Esportivo Operário Várzea-grandense. O último compromisso, válido pela primeira fase do torneio, está marcado para a próxima segunda-feira à noite, na Arena Pantanal.

Vice-líder do grupo único da competição com dez pontos, o ‘Chicote’ da Fronteira já está garantido na fase semifinal da Copinha. O presidente do Araguaia, Celson Souza, disse que tinha selado acordo com a diretoria do Operário para que a partida fosse cancelada, sem prejuízos para nenhum dos dois clubes.

Ao procurar a entidade presidida por Aron Dresch, o dirigente recebeu a negativa, com a alegação de que um cancelamento ou mais um WO ‘mancharia’ a disputa, que vale vaga à Copa do Brasil do próximo ano. De acordo com Celson, com o cancelamento, a diretoria iria economizar em torno de R$ 12 mil com a viagem até a capital mato-grossense. Para não sofrer WO e qualquer tipo de punição por parte da FMF, Celson Souza garantiu que irá a Cuiabá para cumprir tabela. Porém, como já havia dispensado quase a maioria dos atletas e até o técnico Kiko Araújo, convocará jogadores das divisões de base do clube para o duelo.

“Vamos ver o que dá para juntar para viajar até Cuiabá. Por WO não iremos perder. Vamos cumprir a tabela”, afirmou o dirigente do Araguaia.