Ronivon ‘cola’ em Mauro Mendes e faz reivindicações para região

Por Ronan de Sá/Da Redação 25/03/2019 - 12:47 hs

Foto: Assessoria
Ronivon ‘cola’ em Mauro Mendes e faz reivindicações para região
Mauro Mendes, Ronivon Parreira, Neri Gueller, Nininho e Estephano

A visita do governador Mauro Mendes a cidade de Alto Araguaia (MT), na última sexta-feira (22), onde participou da audiência pública que tratou da implantação de uma fábrica de celulose, serviu também para reunir prefeitos da região Garças Araguaia/Sul e receber demandas.

O prefeito da cidade de Ribeirãozinho (MT), Ronivon Parreira (PSDB), reivindicou ao governador a retomada das obras paralisadas em seu município, a exemplo do hospital municipal e da rodoviária. Ronivon também solicitou a Mauro Mendes, que não feche a unidade da Exatoria na cidade, e melhoria no sistema de água e investimento na malha asfáltica.

“Essas obras precisam ser concluídas o quanto antes, isso é dinheiro público aplicado e sem a sua conclusão, é como se estivéssemos jogando dinheiro no lixo”, disse o prefeito.

Além das obras que estão sediadas em Ribeirãozinho, Ronivon cobrou a conclusão da pavimentação do MT-100 (trecho de Pontal Branca-Alto Araguaia e Torixoréu-Pontal do Araguaia), segundo disse, “para Ribeirãozinho os dois trechos são de extrema importância, tanto para retirada da produção e como nos casos de saúde”, ponderou.

No caso da MT-100, o prefeito destacou a necessidade do corte da serra, localizada no município de Araguainha, que nessa época chuvosa é necessário manter um trator 24 horas de plantão para ajudar os caminhões na passagem pelo trecho.

Segundo Ronivon, os produtores pequenos e grandes constantemente cobram que seja feito o corte da serra para facilitar o escoamento da produção, em direção do eixo da BR-364 e o terminal de grãos. “Temos uma grande produção de grãos que passa pela serra, e precisamos melhorar o acesso ali urgente”, frisou.

Sobre a uma implantação da empresa Euca energy que produzirá a celulose em Alto Araguaia e fara um investimento de quase 10 bilhões de reais, Ronivon disse que seu município também poderá participar do projeto no plantio de áreas para eucalipto, matéria prima para celulose. Mas para que isso aconteça é necessário que o Estado termine a obra da MT-100. “Estamos confiantes no governador, que já nos afirmou a retomada das em abril”, concluiu o prefeito.