MT registra quase 13 mil casos de hepatite em 19 anos; 59% é do tipo B

Pelo menos 7,6 mil casos de hepatite B foram confirmados no estado entre os anos de 1999 e 2017, segundo o Ministério da Saúde.

Por Lislaine dos Anjos/G1 MT 11/07/2018 - 14:22 hs

Foto: Reprodução
MT registra quase 13 mil casos de hepatite em 19 anos; 59% é do tipo B
Em 19 anos, 12 mil casos de hepatites virais foram confirmados em Mato Grosso

Em 19 anos, 12.979 casos de hepatites virais foram confirmados em Mato Grosso, segundo dados do Ministério da Saúde, divulgados na semana passada.

O balanço do Ministério da Saúde foi divulgado na semana passada, quando ocorreu o lançamento do plano pactuado pelo governo federal com os estados e municípios a fim de eliminar a hepatite C no Brasil até 2030.

Conforme o órgão, os dados coletados referem-se ao período compreendido entre os anos de 1999 e 2017 e, apesar da campanha do governo federal ter o foco em casos de hepatite C, 59% dos casos registrados no estado são do tipo B – o que corresponde a 7.674 ocorrências.

A hepatite A concentra o segundo maior número de casos em Mato Grosso, num total de 3.827 registros, enquanto a hepatite C é responsável por 1.424 ocorrências confirmadas. A hepatite do tipo D é a menos expressiva no estado: apenas 54 casos.

Mortes

O levantamento do Ministério da Saúde aponta que pelo menos 402 pessoas morreram em Mato Grosso vítimas de hepatites virais entre os anos 2000 e 2016. Quando a causa da morte foi hepatite associada a outros fatores, o número de mortes sobe para 654, conforme a publicação.

Tipos de hepatite

A hepatite A é transmitida por meio de água e alimentos contaminados por fezes ou pelo contato da mão suja de fezes com a boca.

Já as hepatites B e C são transmitidas por meio do sexo sem proteção e no compartilhamento de seringas, agulhas ou qualquer outro objeto cortante ou perfurante.

A hepatite D também é transmitida pelo sangue e, da mesma maneira que os vírus B e C, exige cuidado com o compartilhamento de objetos, como escovas de dentes, seringas, depiladores e barbeadores portáteis.

No caso das hepatites B e D, a transmissão também pode ocorrer da mãe infectada para o filho durante a gestação, o parto ou a amamentação.