Gaeco prendeu 33 pessoas e apreendeu mais de R$ 500 mil

Gaeco prendeu 33 pessoas e apreendeu mais de R$ 500 mil

Casal de empresários foi preso em Cuiabá por participação em esquema; 14 empresas são investigadas

Por Mídia News 10/08/2018 - 08:45 hs

Foto: Reprodução
Gaeco prendeu 33 pessoas e apreendeu mais de R$ 500 mil
Gaeco apreendeu dinheiro em espécie durante cumprimento de mandados de busca e apreensão

A Operação Grãos de Ouro prendeu 33 pessoas em Mato Grosso e outros seis estados por envolvimento no esquema de sonegação de R$ 44 milhões em Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em Mato Grosso do Sul.

 

A operação foi deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) de Mato Grosso do Sul em sete estados e, ao todo, foram apreendidos mais de R$ 500 mil em dinheiro, além dos celulares de todos os investigados.

 

Dentre os presos, dois são de Cuiabá: o casal Flávia de Martin Teles Birtche e Victor Augusto Saldanha Birtche, donos da Efraim Agronegócios, com sede na Capital.


Além disso, foram cumpridos 104 mandados de busca e apreensão em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul.

 

Em Mato Grosso, foram alvos de buscas imóveis localizados em Alto Araguaia (5) e em Cuiabá (2). Um dos mandados teve como alvo a sede da Efraim Agronegócios, no SB Tower, na Capital.

 

De acordo com o Gaeco, a investigação do esquema criminoso começou em 2016, quando a Secretaria de Fazenda de Mato Grosso do Sul apontou ao Ministério Público a suposta existência de um esquema de sonegação de tributos estaduais na comercialização de grãos produzidos no Estado.

 

O esquema de fraudes fiscais era mantido por produtores rurais, funcionários da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz), caminhoneiros, corretoras e, a princípio, 14 empresas de fachada que emitiam notas fiscais frias.