Mulher grávida é agredida a marteladas por ex-marido na frente do filho do casal em Primavera

Vítima foi encontrada machucada no meio da rua, ao lado do filho de 4 anos. O marido também destruiu uma motocicleta que pertencia ao casal.

Por G1 MT 12/09/2018 - 08:54 hs

Foto: Reprodução

Uma mulher, de 31 anos, grávida de seis meses, foi agredida a marteladas pelo ex-marido, na segunda-feira (10), em Primavera do Leste, a 239 km de Cuiabá. O casal estava separado há dois meses e, desde então, a mulher tem medida protetiva.

De acordo com o relato da vítima à polícia, o ex-marido, Cleison Alves de Andrade, de 32 anos, invadiu a casa e foi direto ao quarto onde ela estava com o filho de 4 anos.

Ela contou que ele a agrediu com socos, chutes e tentou enforcá-la. Em seguida, ele pegou um martelo e começou a bater nela com a ferramenta.

A vítima conseguiu escapar, mas em seguida, o ex foi até a cozinha e pegou uma faca. Ele conseguiu segurar a mulher novamente e passou a torturá-la, fazendo cortes pelos dedos e próximo ao pescoço.

Depois de torturar e ferir a ex-mulher, Cleison quebrou a motocicleta do casal, furou o banco e, segundo a polícia, deixou o veículo danificado.

Quando os policiais chegaram no local da ocorrência, a vítima estava caída na rua, ao lado do filho do casal, com vários ferimentos.

Ela reclamava de dores na barriga, já que o ex-marido havia chutado e pressionado o abdômen dela com os joelhos.

Ainda segundo a vítima, ela já havia registrado várias denúncias contra o suspeito e, inclusive, tinha medida protetiva desde que estavam separados.

Ela foi socorrida e levada para o hospital. Cleison ainda não foi localizado.

Outro caso

Na madrugada desta terça-feira (11), outra mulher foi agredida pelo ex-marido, em Primavera do Leste.

De acordo o boletim de ocorrências da Polícia Militar, a vítima, de 40 anos, contou que o suspeito invadiu a casa dela duas vezes, no intervalo de 1 hora.

Segunda a vítima, Wilson da Silva, de 24 anos, pulou o muro da residência e a agrediu verbalmente e fez ameaças de morte.

Ela também tem medida protetiva contra o ex-marido.