POLÍTICA Sexta-feira, 16 de Junho de 2023, 08:51 - A | A

16 de Junho de 2023, 08h:51 - A | A

POLÍTICA / Rondonópolis

Thiago Silva cobra a pavimentação asfáltica na região do Campo Limpo

O parlamentar vai notificar a empresa executora das obras para disponibilizar mais caminhões-pipa para amenizar a situação da poeira

Da Assessoria



Com o início das obras de restauração do Anel Viário Conrado Sales Brito foi feito um desvio dentro da comunidade do Campo Limpo, em Rondonópolis, que vem gerando desconforto aos moradores que deparam com bastante poeira em suas residências e comércios devido à falta de asfalto. Diante do fato, o deputado estadual Thiago Silva (MDB) esteve na região, na última sexta-feira (9), averiguando de perto a situação e encaminhou indicação de n.º 5.891/2021 à Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) para as devidas providências, nesta quarta-feira (14), em sessão plenária, na Assembleia Legislativa.

“Durante o feriado, estivemos acompanhando de perto a situação de poeira na comunidade do Campo Limpo. E na Assembleia Legislativa, cobramos e reforçamos para que a Sinfra notifique a empresa para colocar mais caminhões-pipa para molhar a estrada. Sem contar a falta do asfalto e sinalização viária que ocasionam transtornos para as famílias que ali residem. Com isso, solicitamos também a pavimentação asfáltica no trecho do Anel Viário até a comunidade e a BR-163/364, em Rondonópolis”, explanou o parlamentar.

Enquanto, não acontece a pavimentação asfáltica na comunidade Campo Limpo – o parlamentar vai pedir a notificação a empresa executora das obras para disponibilizar mais caminhões-pipa para amenizar a situação da poeira. “Temos que lembrar que a poeira causa danos para a saúde pública, causando problemas respiratórias às crianças e adultos. Por isso, devemos nos atentar – pois pode provocar sérios problemas desencadeados pela poeira devido ao grande fluxo de carretas e caminhões na região”, explica Thiago Silva.

Outro aspecto apontado pelo deputado, é a falta de sinalização viária com o desvio, próximo à comunidade Campo Limpo, que faz com que os motoristas façam o trajeto incorreto. “Precisamos melhorar essa sinalização que tem atrapalhado a trafegabilidade dos caminhões ao adentrar na comunidade do Campo Limpo”, pontua.

A restauração do Anel Viário iniciou no mês de maio, sendo que contará com investimentos de cerca de R$ 22 milhões por parte do governo estadual, com prazo de execução das obras para 120 dias.

Entre no grupo do Semana7 no WhatsApp e receba notícias em tempo real (Clique AQUI).

Nilo Arraiá

 



Comente esta notícia