SAÚDE Quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2021, 07:26 - A | A

10 de Fevereiro de 2021, 07h:26 - A | A

SAÚDE / Pandemia

Ocupação de leitos de UTI para covid-19 tem pequena queda em MT, mas ainda preocupa

Conforme a Secretaria de Estado de Saúde nesta segunda-feira (08), a ocupação atual é de 74,17%. Na semana passada chegou a quase 79%.

Safira Campos
PNB Online



A taxa de ocupação de leitos adultos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) de hospitais pactuados em Mato Grosso registrou uma pequena variação em comparação aos dados da semana passada. Conforme boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) nesta segunda-feira (08.02), a ocupação atual é de 74,17%. Na semana passada  chegou a quase 79%.

Ao todo, são 401 direcionados a pacientes adultos vítimas de covid, tanto em hospitais públicos quanto em privados. Desses, quase 300 leitos já estão ocupados ou não podem receber novos pacientes por estarem bloqueados. Na enfermaria, a situação é considerada sob controle. A taxa de ocupação é atualmente de 33%, com cerca de 582 leitos ainda disponíveis. 

A situação mais delicada no momento é a do Hospital Universitário Júlio Müller. Por lá, tanto os leitos de UTI quanto os de enfermaria já estão com taxas de ocupação acima do permitido. Na UTI, a taxa atualmente é de 114% e na enfermaria é de 200%. Além desse, há quatro hospitais que também não conseguem mais receber pacientes em estado mais grave. 

Conforme a SES, são eles:  Hospital e Maternidade Santa Rita (Várzea Grande), Hospital Municipal de Juína Dr. Hideo Sakuno, Hospital Regional de Sinop e o Hospital Regional de Sorriso. Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (08.02), o secretário municipal de Saúde de Sorriso, Luis Fábio Marchioro, afirmou que o município tem pressionado o Governo do Estado na tentativa de garantir novos leitos para a cidade. 

Ainda aparecem na lista de hospitais em situação preocupante Hospital Regional Hilda Strenger Ribeiro (Nova Mutum), Hospital Regional Irmã Elza Giovanella (Rondonópolis), Hospital Regional de Peixoto Azevedo, Hospital Regional Vale do Guaporé (Pontes e Lacerda), Hospital e Pronto Socorro Municipal Milton Pessoa Morbeck (Barra do Garças), Hospital Municipal São Benedito (Cuiabá), Santa Casa de Rondonópolis e o Hospital Regional de Água Boa.



Comente esta notícia