AGRONEGÓCIO Terça-feira, 30 de Maio de 2023, 08:45 - A | A

30 de Maio de 2023, 08h:45 - A | A

AGRONEGÓCIO / pecuária

Capacitação ajuda criadores, gerentes de fazenda e capatazes a contornar apagão de mão de obra

Megacurso faz imersão de três dias em todos os fatores que impactam a produtividade do sistema de cria e na reprodução bovina

Da Assessoria



O pesquisador Pedro Malafaia, da Embrapa Gado de Corte, apontou dez megatendências que vão atingir a pecuária de corte até 2040; uma delas já vem tirando o sono de muitos pecuaristas: o apagão de mão de obra.  E quando se trata de tecnologia, hoje a inseminação artificial em tempo fixo (IATF) é o que existe de mais avançado na reprodução animal e onde a mão de obra precisa de maior capacitação.

Pensando em preencher esta lacuna, a GlobalGen vet science, empresa especializada em reprodução animal e que projeta realizar 8 milhões de sincronizações ainda em 2023, criou o Megacurso de Formação de Gerentes e Capatazes em Pecuária de Corte, no qual os participantes têm uma imersão de três dias em todos os assuntos relacionados à produtividade do sistema de cria e reprodução animal.

Neste ano, serão duas edições, sendo uma em Goiânia (GO), de 14 a 16 de junho, e outra em Cuiabá (MT), de 28 a 30 de junho, capitais de estados que estão no topo do ranking de produção de bovinos no Brasil. “Criamos o Megacurso com o intuito de fomentar cada vez mais a capacitação de mão de obra e também atender à alta demanda por qualificação existente no campo”, explica Gabriel Sandoval, gerente de Marketing da GlobalGen vet science.

Segundo Sandoval, projetos como o Megacurso são essenciais para o desenvolvimento da atividade porque eleva o nível de conhecimento dos envolvidos diretamente com o trabalho e aprimora as técnicas utilizadas no dia a dia da fazenda. Para tanto, a grade técnica compreende módulos completos sobre os pilares de produção de qualquer propriedade, com destaque para: manejo reprodutivo, nutrição, sanidade, bem-estar animal, liderança, genética e cruzamento industrial.

E os responsáveis por compartilhar todo este conhecimento serão o médico-veterinário Marcelo P. Beretta e o zootecnista Rafael B. Trannin. Juntos, os dois profissionais da CIA Assessoria de Assistência e Gestão Pecuária de Corte já treinaram mais de 4.000 pessoas nos últimos 20 anos, além de serem reconhecidos pelos organizadores por seu diferencial técnico e excelente didática, com 95% aprovação de um público composto tanto por pessoas experientes no assunto quanto àquelas com pouca instrução pedagógica.

“Dentro da pecuária moderna, a atividade de cria tem se tornado cada vez mais recorrente nas fazendas e, com a intensificação da atividade de reprodução, tornou-se ainda mais desafiadora. São vários os fatores responsáveis por impactar os resultados de um programa reprodutivo”, informa o promotor técnico da GlobalGen em Cuiabá, José Ricardo Fachin, idealizador do evento com apoio e coordenação de Sandoval.

Fachin cita como exemplo a necessidade de implementação de uma estação de monta bem definida, fornecimento de dietas adequadas, programação do calendário sanitário, utilização de manejos que reduzam estresse dos animais, treinamento dos inseminadores e a escolha de protocolos hormonais com foco nas necessidades fisiológicas de cada categoria animal, entre outros temas. Principais módulos do curso:

Manejo reprodutivo 

Esse módulo apresenta todas as técnicas da atividade de cria: protocolos hormonais de sincronização de cio, inseminação artificial, boas práticas de manejo com botijão de sêmen, descongelamento das doses, definição da estação de monta, seleção de touros melhoradores, boas práticas de manejo no nascimento de bezerros e na maternidade, desmama e mais.

Manejo sanitário

Aqui destaque para as boas práticas de vacinação e importância de um calendário sanitário eficaz dentro da fazenda, fornecendo noções de aplicação correta de vacinas, vermífugos e outros controles de enfermidades que impactam negativamente o sistema de produção como um todo. “Um bom exemplo é a importância das vacinas contra doenças reprodutivas, que muitas vezes causam perdas ‘invisíveis’ na inseminação”, lembra Sandoval.

Manejo Nutricional

Talvez este seja um dos módulos mais importantes do Megacurso. Foca o aporte nutricional da fazenda mostrando os diferentes sistemas de pastagem, noções de suplementação, balanço energético, manejo rotacionado, sistemas de dietas para as diferentes exigências de cada categoria animal, passando por instruções na formulação de suplementos, valores nutricionais das diferentes forragens e observação do escore corporal das vacas em idade reprodutiva.

Bem-estar Animal

Neste tema são discutidos os diversos impactos negativos que um manejo agressivo ou com alto grau de estresse causa em relação à reprodução, inclusive a GlobalGen conquistou recentemente a certificação de Empresa Amiga do Bem-estar Animal (ABEA) por fornecer um dispositivo de IATF anatomicamente correto. No curso, os professores fornecerão noções do comportamento dos bovinos e técnicas de manejo racional.

Genética e Cruzamento

O tema aborda basicamente as vantagens e desafios de se trabalhar com cruzamento industrial nos diferentes sistemas de produção, opções de cruzamentos, vantagens da heterose, as particularidades das diferentes raças bovinas e as mais indicadas para cada sistema produtivo ou qual o melhor reprodutor para cada situação; análise da régua de DEP (Diferença Esperada na Progênie) e do mercado da carne, ponto de partida para quem decide entrar na produção de carcaças de qualidade.

Liderança

A liderança de uma equipe é de fundamental importância, não só quanto à hierarquia, mas também à responsabilidade do cargo e à habilidade de transmitir confiança e respeito aos colaboradores. “Postura profissional tem uma importância crucial para que a equipe tenha engajamento, profissionalismo e responsabilidade. O gerente ou o capataz tem a missão de dar esse exemplo aos demais”, pontua Fachin.

Hoje, as fazendas que utilizam IATF no sistema de cria estão um passo à frente das demais no que se refere à melhoria da eficiência produtiva e à produção de carne de qualidade, mas mesmo elas apresentam uma grande variação nos resultados, com algumas registrando 47% e outras 90% de taxa de prenhez ao final da estação reprodutiva. “Conhecer todos os elos do negócio é o que vai definir de que de lado se quer estar”, conclui Sandoval.

=> As vagas são limitadas. Para se inscrever acesse https://bit.ly/40H2zu3 (Cuiabá) e https://bit.ly/3KyKA39 (Goiânia) ou, se preferir contato telefônico: (16) 9 9722-9389 (José Ricardo) e (16) 9 9728-7560 (Carlos).

Entre no grupo do Semana7 no WhatsApp e receba notícias em tempo real (Clique AQUI).

Segurança nas Escolas - AL

 



Comente esta notícia