CIDADES Sexta-feira, 12 de Março de 2021, 15:23 - A | A

12 de Março de 2021, 15h:23 - A | A

CIDADES / reforma e ampliação

Estado pede readequação de projeto para reforma do Hospital Municipal de Barra do Garças

A modernização da unidade foi anunciada pelo governador Mauro Mendes durante visita à Barra do Garças no final do ano passado

Andrezza Dias
Da Redação



Durante entrevista nesta quarta-feira (10), o prefeito de Barra do Garças, Adilson Macedo (PSD), deu detalhes sobre o andamento do projeto de reforma e ampliação do Hospital Municipal e Pronto Socorro Milton Pessoa Morbeck. A modernização da unidade hospitalar foi anunciada pelo governador Mauro Mendes em visita à cidade em novembro do ano passado.

O projeto de reforma e ampliação do hospital foi apresentado pelo ex-prefeito Roberto Farias e prevê um investimento do Governo do Estado de R$ 3,5 milhões. Na época, Mendes afirmou que o Estado arcaria com 100% das despesas da reforma que também inclui a aquisição de equipamentos de ponta.

Conforme o prefeito Adilson, há cerca de 15 dias o Estado devolveu o projeto à prefeitura devido à falta de licença por parte da Vigilância Sanitária Estadual. Ele informou que sua equipe trabalha na readequação da proposta de reforma da unidade.

Adilson ressaltou que o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Max Russi (PSB), se comprometeu a marcar uma reunião com o governador Mauro Mendes e ofereceu apoio necessário no decorrer da obra.

Assessoria

Mauro mendes em Barra do Garças

Governador Mauro Mendes e secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, em visita ao Hospital Municipal de Barra do Garças.

O prédio onde o hospital funciona é do Governo do Estado, mas a gestão é feita pela Prefeitura. Segundo o prefeito, os próprios médicos reclamam das instalações do local, principalmente do espaço UTI-Covid-19, o qual foi implantado em um momento de dificuldade em uma área que seria destinada à UTI Neonatal.

“Com essa reforma daria para ampliar a área de UTI e também deixar pronta a área de UTI Neonatal. Além da área de pediatria e outras que quando entramos na unidade você vê que claramente são necessárias”, disse.

O prefeito ainda destacou que a ampliação ajudaria a melhorar o atendimento aos municípios que fazem parte do consórcio de saúde, bem como os da região Baixo Araguaia e parte do estado de Goiás.



Comente esta notícia