CIDADES Quinta-feira, 27 de Julho de 2023, 14:45 - A | A

27 de Julho de 2023, 14h:45 - A | A

CIDADES / BARRA DO GARÇAS

Prefeito em exercício responde críticas sobre reconstrução da escola Dom José Selva

Sivirino Santos explicou sobre o convênio com Governo do Estado e comentou sobre o planejamento da nova unidade

Da Redação



Após críticas sobre os investimentos de R$ 8 milhões para a reconstrução da antiga escola estadual Dom José Selva, em Barra do Garças, o prefeito em exercício, Sivirino Santos, esclareceu durante uma coletiva de imprensa, nessa quarta-feira (26), pontos sobre o planejamento e a estrutura da nova unidade de ensino.

Localizada no bairro Campinas, a escola estava desativada há cerca de quatro anos e foi cedida pelo Estado ao município após um convênio. Segundo o prefeito, a doação da unidade ocorreu devido ao redimensionamento da rede pública de ensino em que o Estado assume parte da educação, do 6° ao 9º ano, e o município é responsável pelos anos iniciais, do 1º ao 5°.

"Aqui na região central não temos escolas, nem espaço para construir e muito menos recursos financeiros. E para essa demanda pode-se buscar uma parceria com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), só que é um processo lento e demorado, são quatro ou cinco anos para destravar uma obra do tamanho que precisa ser construído aqui”, explicou Sivirino.

De acordo com ele, o município só aceitou receber a unidade caso fosse demolida e reconstruída, por conta dos riscos que a estrutura antiga oferecia. “Porque já havia sido reformada não sei quantas vezes e está desabando. Qualquer escola hoje, em Barra do Garças, não tem menos de 40 anos de construção a não ser a Escola Xané do Vila Maria. As demais são da época de quando nosso saudoso Valdon Varjão ainda fazia a pré-escola, ou seja, são prédios que não suportam reformas e podem desabar na cabeça das crianças. Não é diferente com a Dom José Selva", disse.

Com esta iniciativa, a escola irá atender até 400 crianças, do 1º ao 5º ano, com a construção de novas salas de aula, refeitório, banheiros e quadra poliesportiva. "Será uma coisa moderna e por isso que essa obra chegou a esse valor. É uma obra do Governo do Estado, que colocará os recursos e o município vai gerir a unidade”, finalizou Sivirino.

Entre no grupo do Semana7 no WhatsApp e receba notícias em tempo real (Clique AQUI).

Governo_Queimadas_728


Comente esta notícia