POLÍTICA Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2021, 08:58 - A | A

27 de Janeiro de 2021, 08h:58 - A | A

POLÍTICA / Prevenção

Prefeito proíbe venda de bebida alcoólica, aulas e futebol em cidade de MT

Keka Werneck
RD News



Avaliando como alto o número de casos de contágio e mortes por Covid-19 em Juína (a 742 km de Cuiabá), prefeito Paulo Veronese (Podemos), definiu por decreto que está proibida a venda de bebidas alcoólicas em qualquer estabelecimento da cidade por 7 dias. Também suspendeu aulas por tempo indeterminado e jogos de futebol.

A decisão de baixar decreto foi tomada após reunião na segunda (25), com participação do presidente da Câmara de Vereadores e representantes de entidades, como o Rotary, Lions, Maçonaria, ASCOM, CDL, Conselho Municipal de Saúde, Secretaria de Educação, Sindicato das Indústrias Madeireiras e Moveleiras do Noroeste de Mato Grosso (Simno) e Procon.

A prefeitura informa que, na reunião, foi feito um levantamento de quais ações conjuntas poderiam ampliar os instrumentos de conscientização da população a respeito da pandemia. Foi feito também um diagnóstico dos falecimentos por Covid.

De acordo com o último boletim da pandemia no Estado, divulgando no final da tarde desta terça (26), Juína já registrou 54 mortes e 1,7 mil casos de contágio.

A última morte na cidade, que repercutiu muito, foi a do professor voluntário de uma escolinha de futebol no bairro módulo – 6, Rivair Morais Dos Santos, o “Riva da escolinha ou do lanche”. De acordo com o site Juína News, ele morreu nesta terça à noite em Porto Velho (R0), onde estava internado, desde que foi para lá visitar parentes. A semana também começou com as mortes de dois pioneiros na cidade, Cleir Correa, o "Cleir Topográfo", e Abenício Correia De Almeida.



Comente esta notícia