SAÚDE Terça-feira, 07 de Novembro de 2023, 13:05 - A | A

07 de Novembro de 2023, 13h:05 - A | A

SAÚDE / saúde

NOVEMBRO AZUL: Só o PSA é o suficiente para detecção precoce do câncer de próstata?

Exames periódicos a partir dos 50 anos e consultas regulares com urologista são aliados fundamentais da saúde do homem



Só o PSA é o suficiente? Pergunta frequente nos consultórios, o combate ao câncer de próstata conta com dois aliados importantes: os exames de toque retal e PSA (antígeno prostático específico). Eles devem ser realizados de forma periódica como rastreio em homens a partir dos 50 anos de idade e para aqueles que apresentem fatores de risco para o desenvolvimento da doença, o início passa a ser de 45 anos. Um dos propósitos do Novembro Azul, o diagnóstico precoce do câncer de próstata tem assegurado taxas de cura superiores a 90%, segundo a Sociedade Brasileira de Urologia.

O urologista da Oncomed-MT e membro da Sociedade Brasileira de Urologia, Jaime Comar Filho, explica que apesar do cenário ter evoluído em relação ao preconceito no cuidado com a saúde, muitos homens acreditam que realizar apenas o PSA, que é feito por meio da análise de amostra de sangue, seria o suficiente. “Há casos em que o PSA está dentro da normalidade e a verificação de um possível tumor é realizado por meio do exame de toque. Por isso, reforçamos a importância da realização dos dois exames, de forma combinada, com o acompanhamento de um urologista”.

Segundo tipo de tumor mais comum entre os homens no Brasil, o câncer de próstata é uma doença que afeta a glândula masculina responsável pela produção do líquido seminal. “No exame de sangue, avaliamos os níveis de uma proteína produzida pela próstata. Já no exame de toque retal, a análise é física. O médico explica ainda que o procedimento é indolor e rápido.

Caso sejam identificadas alterações, uma investigação mais aprofundada é recomenda por meio da solicitação de exames de imagem e biópsia da próstata. As condições físicas do paciente, o histórico familiar, entre outros pontos também são avaliados nas consultas. A recomendação é que esse acompanhamento seja feito anualmente com um médico urologista. Vale ressaltar que o câncer de próstata é silencioso no início. “Quando sintomas, como dificuldade ao urinar, dor na região pélvica ou sangue na urina aparecem, geralmente o tumor já está em estágio mais avançado”, enfatiza o especialista.

Informação no Novembro Azul – O Instituto Nacional de Câncer (INCA) prevê 72 mil casos novos estimados a cada ano do próximo triênio e a Sociedade Brasileira de Urologia prevê um aumento de 15,5% de mortalidade pela doença nos próximos cinco anos.  Os dados endossam a necessidade de disseminar informações sobre a importância do diagnóstico precoce. “Quanto mais cedo for identificado, maiores as chances de cura. O diagnóstico precoce salva vidas”.

Saiba mais sobre a campanha do novembro azul e sobre a doença: https://portaldaurologia.org.br/publico/novembroazul/

Entre no grupo do Semana7 no WhatsApp e receba notícias em tempo real (Clique AQUI).

Ser Família Capacita


Comente esta notícia