AGRONEGÓCIO Terça-feira, 16 de Maio de 2023, 08:30 - A | A

16 de Maio de 2023, 08h:30 - A | A

AGRONEGÓCIO / DEFESA

Indea investiga morte de pelo menos um milhão de abelhas em Brasnorte

Amostras biológicas foram enviadas para São Paulo. Resultado deve sair em dez dias

Luciana Cury | Indea



O Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT) investiga a morte de pelo menos um milhão de abelhas em três propriedades rurais do município de Brasnorte (580 km de Cuiabá). Três servidores da autarquia estiveram sábado e domingo (13 e 14.05) percorrendo as áreas onde foram registradas as perdas em massa dos animais polinizadores. A mortandade das abelhas foi detectada em 33 colmeias.

Os apicultores do município acionaram o Indea, que, por meio dos servidores, realizou a sondagem no local e colheu o material para enviar, nesta segunda-feira (15), ao laboratório do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) e ao Instituto Biológico - centro de pesquisa do Governo do Estado de São Paulo.

O coordenador de Defesa Sanitária Animal do Indea, João Néspoli, explica que, no campo, os servidores investigaram os sinais clínicos e epidemiológicos.

"Foram observadas quais as castas atingidas. No caso de Brasnorte, as operárias eram as mais atingidas. Também foram observados qual o perímetro das mortes desses insetos, se havia a presença de parasitas ou abelhas com dificuldade de locomoção, e qual fase da vida desses animais era a mais atingida. Com base nessas observações, e em conjunto com as analises de laboratório, será possível descobrir o que pode estar causando esse dano não só ambiental, como econômico aos apicultores”, explica o médico veterinário.

Além de causas sanitárias, outra suspeita levantada sobre a mortandade dessas abelhas é o uso de agrotóxico nas áreas próximas aos apiários.

O resultado laboratorial enviado para fora do estado deve sair em dez dias.



Comente esta notícia