AGRONEGÓCIO Quinta-feira, 23 de Novembro de 2023, 06:33 - A | A

23 de Novembro de 2023, 06h:33 - A | A

AGRONEGÓCIO / FORÇA DO CAMPO

MT passa SP e tem o 2º maior PIB per capita do Brasil, diz IBGE

Enquanto a média nacional é de R$ 42,2 mil por habitante, em Mato Grosso é de R$ 65,4 mil

Do MidiaNews



Mato Grosso teve o segundo maior Produto Interno Bruto (PIB) per capita, em 2021, com a média de R$ 65.426,10 por habitante, acima da média nacional, de R$ 42.247,52.

O PIB per capita corresponde a toda a riqueza gerada pela unidade federativa dividida pelo número de habitantes. As informações são das Contas Regionais divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

Em relação ao levantamento anterior, referente ao PIB de 2020, Mato Grosso subiu uma posição, ultrapassando São Paulo e ficando atrás apenas do Distrito Federal.

Segundo dados do IBGE, em 2002, Mato Grosso tinha uma participação de 0,86% no Valor Agregado Bruto (VAB) do Brasil, ou seja, o valor que cada setor econômico soma no valor final de tudo o que foi produzido no estado. Essa participação aumentou ao longo dos anos, atingindo 1,55% em 2021.

Isso indica que nosso Estado está numa crescente melhora econômica e tenho certeza de que os resultados futuros do PIB de 2022 e 2023 vão nos colocar num caminho ainda maior

“Essa participação aumentou significativamente ao longo do período analisado, indicando um crescimento econômico relativo em relação ao restante do país. Houve flutuações anuais, mas a tendência geral foi de crescimento. Mas isso indica que nosso Estado está numa crescente melhora econômica e tenho certeza de que os resultados futuros do PIB de 2022 e 2023 vão nos colocar num caminho ainda maior. Mato Grosso tem crescido acima da média nacional”, comentou o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda.

Crescimento consecutivo

Pelo segundo ano consecutivo, o PIB de Mato Grosso cresceu e o estado avançou no ranking nacional, devido ao ganho relativo da agropecuária. Agora, o Estado ocupa agora a 11ª posição entre os estados brasileiros.

De 2002 a 2021, o PIB de Mato Grosso em volume teve a segunda maior variação positiva, de 4,5% ao ano, enquanto o PIB em volume do Brasil teve aumento médio de 2,1% ao ano.

Tocantins aparece com a maior variação positiva, de 4,7%. Com isso, no período de 19 anos, o Estado subiu quatro posições na participação percentual no PIB brasileiro passando de 15º para a 11ª colocação.

“Mato Grosso mostrou um aumento consistente na variação em volume do PIB nos anos anteriores (2,0% em 2018, 1,9% em 2019 e 2,3% em 2020), e em 2021 esse crescimento foi ainda mais notável, atingindo 2,6%%. O estado experimentou um crescimento notável em sua variação acumulada do PIB ao longo do período de 2002 a 2021, aumentando de 1,3% para 2,6%. A média anual de crescimento do PIB de Mato Grosso ao longo desses 19 anos foi de 4,5%, segunda melhor média nacional, atrás apenas de Tocantins (4,7%)”, concluiu o secretário.

Entre no grupo do Semana7 no WhatsApp e receba notícias em tempo real (Clique AQUI).

Hotel digital 728

 

 
 


Comente esta notícia