CIDADES Quarta-feira, 07 de Junho de 2023, 09:33 - A | A

07 de Junho de 2023, 09h:33 - A | A

CIDADES / apuração de atendimento

Após morte de gestante, Prefeitura de Aragarças afasta médicos e abre sindicância

Saiury Pereira Sasa, de 19 anos, e o bebê dela faleceram na última quinta-feira (1º)

da Redação



A Prefeitura de Aragarças (GO) (a 375 km de Goiânia), por meio da Secretaria de Saúde, informou nesta quarta-feira (7) que determinou a gestão do Hospital Municipal Getúlio Vargas (HMGV) a abertura imediata de uma sindicância para apurar o atendimento e os protocolos adotados que envolveram a morte de uma paciente de 19 anos, na unidade de saúde, ocorrida no dia 01 de junho.

Segundo a administração municipal, diante de rumores ameaçadores e para preservar a paz e ordem no município e, principalmente, no hospital, de maneira cautelar, se faz necessário o afastamento das atividades profissionais dos dois médicos que atenderam a paciente.

“Nós não podemos fazer julgamentos precipitados, mas precisamos apurar como foi realizado o atendimento. Por isso, determinamos a abertura da investigação, que para os devidos fins que, culminou com o afastamento dos profissionais neste momento”, disse a secretária municipal de Saúde, Mayara Neves.

O caso

A paciente de 19 anos, Saiury Pereira Sasa, foi admitida na Unidade de Pronto Atendimento do Hospital Municipal Getúlio Vargas, no dia 01 de junho de 2023, com queixa de dor na parte superior do abdome ou epigástrio, tendo, em poucas horas, um agravamento do seu quadro clínico.

De acordo com a direção da unidade, todos os protocolos médicos foram aplicados, no entanto, na noite do dia 01 de junho, o quadro clínico da paciente agravou e após remoção para o município vizinho de Barra do Garças (MT), a paciente evoluiu a óbito.

Confira a nota da Secretaria de Saúde de Aragarças na íntegra:

A Secretaria Municipal de Saúde informa, para o melhor andamento dos trâmites legais, apuração fidedigna dos fatos e transparência nas notícias veiculadas diante do óbito da gestante, bem como para preservar a integridade dos profissionais envolvidos, levando em consideração os rumores ameaçadores, fica temporariamente suspensa a prestação de serviços dos médicos até então realizada, sendo após concluída a devida investigação pela Comissão de Óbitos Materno Infantil, de pronto adotadas as demais providências.

A Secretaria Municipal de Saúde reitera seu compromisso em assegurar a qualidade e a segurança dos serviços de saúde prestados à população, garantindo o devido acompanhamento deste caso e uma investigação rigorosa. Informações adicionais serão fornecidas assim que disponíveis, respeitando-se as normas de sigilo e confidencialidade aplicáveis.

Agradecemos a compreensão de todos.

Secretaria Municipal de Saúde

Entre no grupo do Semana7 no WhatsApp e receba notícias em tempo real (Clique AQUI).

Câmara Bg

 



Comente esta notícia