POLÍCIA Quarta-feira, 02 de Agosto de 2023, 13:04 - A | A

02 de Agosto de 2023, 13h:04 - A | A

POLÍCIA / FIM DA CAÇADA

Após 6 anos, piloto do tráfico que escapou da PF é preso em MT

PM efetuou detenção num lance de sorte

Folha Max



O piloto de uma aeronave suspeito de transportar 300 kg de droga da Bolívia para Mato Grosso foi preso, nessa terça-feira (1°), em Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá. O crime aconteceu em 2017 e ele estava há seis anos foragido da polícia.

De acordo com a Polícia Militar, as equipes estavam em patrulhamento no Bairro Anchieta, no município, quando viram o suspeito e o abordaram. Depois de verificar o nome do homem no banco de mandados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), descobriram que havia um mandado de prisão em aberto pelo crime de tráfico internacional de entorpecenteA PM informou que o suspeito estava envolvido em crimes relacionados ao tráfico de drogas em diversos estados do país.

A polícia identificou o uso de aeronaves e contas em nome de terceiros para o transporte e lavagem de dinheiro do tráfico de cocaína.
Uma aeronave que saiu da Bolívia com 300 kg de droga foi interceptada por aviões da Força Aérea Brasileira (FAB), em Santo Antônio do Leverger, a 35 km de Cuiabá. O crime aconteceu em fevereiro de 2017.

Duas pessoas que estavam na aeronave conseguiram fugir após o pouso.Segundo o Centro Integrado de Operações Aéreas de Mato Grosso (Ciopaer), a FAB identificou a entrada da aeronave em território brasileiro sem autorização.Então, começou a ser perseguida por aviões da organização.

Antes da chegada da polícia, eles fugiram para uma região de mata e abandonaram a aeronave. Os policiais fizeram buscas na aeronave e encontraram a droga guardada em sete malas.O delegado da Polícia Federal Marcus Vinícius Zampieri deu detalhes sobre o perfil do principal alvo da Operação Intocável, deflagrada na manhã desta quarta-feira (2) em Mato Grosso.

Conforme a PF, a organização fazia tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.“O líder da organização criminosa, além de articulador de todo o esquema, também apresenta uma personalidade violenta, constatada por meio de registros policiais anteriores”, afirmou o delegado.

Segundo Zampieri, o homem tinha passagens criminais por homicídio, tráfico de drogas e outros crimes violentos.“Além de ostentar um alto padrão de vida, também se exibia em redes sociais portando armas de grosso calibre”, disse.

Conforme a Polícia Federal, o traficante chegou a ter um carro da montadora Porshe e fez uma viagem de apenas um dia para a Europa.Foram expedidas 17 ordens judiciais em Mirassol D’Oeste Porto Esperidião e Sapezal. Treze delas eram mandados de busca e apreensão e 4 de prisão.

Houve também o sequestro de bens e valores dentre eles diversos bens móveis e imóveis, incluindo veículos, aeronaves, bovinos, fazenda e aeronaves pertencentes ao principal investigado da operação registrados em nome de terceiros e familiares.

“Houve também a interdição de estabelecimento empresariais que eram utilizados para dissimular a origem ilícita dos valores movimentados pela organização criminosa”, afirmou.

Entre no grupo do Semana7 no WhatsApp e receba notícias em tempo real (Clique AQUI).

Queimadas Governo

 



Comente esta notícia