POLÍCIA Quarta-feira, 01 de Novembro de 2023, 07:21 - A | A

01 de Novembro de 2023, 07h:21 - A | A

POLÍCIA / POLÍCIA

Pai que confessou ter matado filha e baleado genro disse que atirou sem querer, diz delegado

Segundo a polícia, a intenção do homem era de ir até a casa da filha para matar a ex-esposa

Rodrigo Melo
g1 Goiás



O mecânico Claudemar Bernardes da Silva, de 47 anos, preso suspeito de matar a própria filha, a empresária Bruna Bernardes, de 23 anos, confessou ter efetuado os disparos, mas alegou que não teve intenção de matar a jovem, informou a Polícia Civil.

O caso aconteceu no último sábado (28), em Ipameri, no sudeste goiano. Conforme as investigações, Claudemar foi até a casa da filha para matar a ex-esposa, identificada como Cristiane Santos Dias. Na ação, o genro também foi atingido.

O g1 não conseguiu identificar a defesa do suspeito até a última atualização dessa reportagem.

Segundo o delegado Diogo Andrade Ferreira, responsável pelo caso, o depoimento do mecânico foi colhido no último domingo (29). O marido da empresária, Max Uiller Silva, de 28 anos, que foi baleado na barriga, deverá depor nos próximos dias.

“Ele [Claudemar] confessou, parcialmente, a prática do crime, alegando que os disparos não tinham a intenção de matar a própria filha. Mas ainda assim, existem outras provas a serem realizadas, pessoas para serem ouvidas, inclusive outra vítima [genro] que ficou ferida no local e ainda não pôde comparecer à delegacia e outras provas que a gente analisar necessárias”, afirmou o delegado.

Na última segunda-feira (30), o Hospital de Catalão Nasr Faiad informou que Max estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas estava estável. Já nesta terça-feira (31), ao g1, a assessoria da unidade de saúde informou que não divulga informações dos pacientes a terceiros.

A Polícia Militar descreveu que, na noite de sábado, Claudemar foi até a casa da filha para matar a ex-esposa. O genro contou à polícia que percebeu que o sogro estava tentando invadir a casa e queria matar a sogra, que morava com eles. Neste momento, teria impedido a entrada de Claudemar, fechando a porta.

Com a porta fechada, o mecânico teria efetuado o primeiro disparo que atingiu o abdômen do genro. Depois de ter sido atingido, Max narrou à polícia que escutou Claudemar efetuando o segundo disparo que, dessa vez, atingiu Bruna no pescoço. Mesmo ferido, Max saiu para pedir ajuda. O mecânico fugiu do local e foi capturado pela polícia no dia seguinte.

Essa não teria sido a primeira vez que o mecânico invadiu a casa da filha. A ex-esposa de Claudemar Bernardes da Silva, identificada como Cristiane Santos Dias, pediu medida protetiva contra ele por ameaça em 2021, informou a PM.

Entre no grupo do Semana7 no WhatsApp e receba notícias em tempo real (Clique AQUI).

Ser Família Capacita

 



Comente esta notícia