POLÍTICA Sexta-feira, 30 de Abril de 2021, 10:59 - A | A

30 de Abril de 2021, 10h:59 - A | A

POLÍTICA / FACEBOOK

Bolsonaro compartilha vídeo com informações contraditórias sobre anel viário de Barra do Garças

Postagem do presidente ultrapassou 75 mil curtidas, 28 mil compartilhamentos e cerca de 4,5 mil comentários até o momento

Andrezza Dias
Da Redação



O presidente Jair Bolsonaro compartilhou na manhã desta sexta-feira (30), em seu Facebook, o vídeo de um suposto morador da região de Barra do Garças (a 509 km de Cuiabá) comentando sobre a construção do anel viário no município. Nas imagens, o homem parabeniza o atual governo pelo empreendimento mostrando máquinas e trabalhadores na ponte sobre o rio Araguaia. O mesmo post ainda diz que as obras foram iniciadas no ano de 2017, no entanto, as informações divulgadas são contraditórias.

Lançado há cerca de 20 anos, o contorno viário de Barra do Garças começou a sair do papel, de fato, no ano de 2013, durante o governo Dilma Rousseff. Na época, o ex-governador de Mato Grosso Silval Barbosa acompanhou o ex-ministro dos Transportes César Borges, o ex-prefeito do município Roberto Farias, representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) e da bancada federal para lançar oficialmente as obras no dia 16 de julho de 2013.

Foto: Olhar Direto

silval barbosa ordem de serviço anel viário

Silval assina ordem de serviço da MT 100 e anel viário de Barra do Garças

De acordo com uma nota compartilhada pela assessoria do DNIT, um convênio foi celebrado entre Governo Federal e Governo do Estado, no dia 07 de julho de 2014. A obra, que estava sendo realizada pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), foi repassada ao DNIT no dia primeiro de junho do ano de 2017 (data do termo de assunção), dando prosseguimento ao empreendimento.

Ao contrário do que é divulgado no vídeo, as pontes que integram o anel viário, uma sobre o rio Araguaia, com 241 metros e outra sobre o rio Garças, com 168 metros, atualmente não estão em obras, pois foram concluídas em 2018, ainda na gestão Michel Temer, por meio dos recursos viabilizados pelo Programa de Aceleração de Crescimento (PAC).

A Reportagem compareceu ao local na manhã desta sexta (30) e confirmou que ambas as estruturas das pontes estão finalizadas, sem máquinas ou trabalhadores executando as obras. Veja vídeo no final da matéria.

O contorno viário é uma obra que vai interligar as rodovias federais BR-070/MT, BR-158/MT e a rodovia estadual MT-100, na divisa de Mato Grosso com o estado de Goiás, criando um desvio do tráfego pesado de caminhões e carretas do perímetro urbano de Barra do Garças (MT), Pontal do Araguaia (MT) e Aragarças (GO).

Fake News

Esta não é a primeira vez que o presidente se equivoca ao compartilhar falsas informações em suas redes sociais. Em abril do ano passado, Bolsonaro postou em seu Twitter, uma fake news sobre o abastecimento da Ceasa em Minas Gerais. O conteúdo era um vídeo em que um suposto trabalhador mostrava o que seria a Ceasa desabastecida, reforçando o posicionamento do presidente em relação às medidas de isolamento e restrição adotadas na época por governadores e prefeitos para conter a propagação do novo coronavírus.

O vídeo foi desmentido pelo presidente da Associação Comercial da Ceasa-MG (ACCEASA), Noé Xavier da Silva, o qual explicou que no momento em que o vídeo foi gravado, ocorria a higienização do espaço como medida preventiva à contaminação pelo vírus. Após a repercussão na imprensa da informação falsa, Bolsonaro apagou o post.



Comente esta notícia