POLÍTICA Quarta-feira, 20 de Março de 2024, 13:59 - A | A

20 de Março de 2024, 13h:59 - A | A

POLÍTICA / política

Comissão de Saúde quer ampliar debate sobre cirurgias ortopédicas de MT

Deputados aprovaram convites a diretores de hospitais regionais e ao secretário de Estado Saúde, Gilberto Figueiredo, para prestarem contas sobre a situação

Elzis Carvalho
Assessoria



Na 8ª reunião extraordinária da Comissão de Saúde, Previdência, Assistência Social da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, realizada na manhã desta terça-feira (19), foi aprovado um requerimento oral, de autoria do deputado Doutor João (MDB), convidando diretores de hospitais regionais da região Norte e o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, para prestarem contas sobre a atual situação das cirurgias ortopédicas que estão suspensas desde o final de 2023.

De acordo com o atual presidente da Comissão de Saúde, deputado Lúdio Cabral (PT), o requerimento deve ser apresentado na sessão ordinária desta quarta-feira (20), e a reunião prevista para acontecer na próxima semana, com data e horário a serem definidos. “No Hospital Regional de Colíder existem pacientes que estão desde o ano passado aguardando a realização de procedimentos cirúrgicos ortopédicos”, disse o parlamentar.

“Não sei o que acontece que é sempre a ortopedia. Eles têm um grupo aqui no estado. A Secretaria de Estado de Saúde normalmente fica refém desse grupo. Eles fazem o que querem. Tem denúncia na esfera federal, mas nada acontece. As pequenas cirurgias ortopédicas vêm para Cuiabá, poderiam ser resolvidas em Sorriso, Alta Floresta e Sinop que estão todos parados”, afirmou Doutor João.

Doutor Eugênio (PSB) disse que o problema da ortopedia não é somente na região de Colíder, mas em todo o estado de Mato Grosso. Segundo ele, há um esforço do governo do estado em resolver o problema da ortopedia, mas “tem algo que trava a resolução desse problema. Há pacientes que está há mais de ano aguardando a cirurgia de prótese e não há resolução. É preciso resolver essa questão. Esses pacientes não podem ficar refém dessa situação”, disse o parlamentar.

Foi também aprovado o convite para que, na próxima reunião ordinária, e com a nova composição da Comissão de Saúde para o ano de 2024, o convite ao Conselho Municipal de Saúde de Cuiabá apresentar o relatório sobre o diagnóstico da rede de atenção à saúde do município de Cuiabá.

Em 2023, de acordo com relatório apresentado pela Comissão de Saúde, foram realizadas 18 reuniões, sendo dez ordinárias, sete extraordinárias e uma para a instalação e eleições do presidente e vice-presidente da Comissão. Nesse período, a comissão realizou 25 audiências públicas (em Cuiabá e interior do estado).

Os integrantes da comissão analisaram 386 proposições. Desse total, 227 proposições tiveram pareceres favoráveis, e 11 pareceres contrários. A maioria de proposições apresentadas e analisadas pelos deputados foi de projetos de lei, no total de 377.

O atual presidente da Comissão de Saúde, deputado Lúdio Cabral, afirmou que a definição da nova composição e das eleições para as escolhas do presidente e do vice-presidente depende da formação dos blocos parlamentares. Mas segundo ele, um dos nomes possíveis para presidi-la em 2024 é o deputado Doutor João.

Entre no grupo do Semana7 no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI



Comente esta notícia