POLÍTICA Quarta-feira, 12 de Julho de 2023, 09:14 - A | A

12 de Julho de 2023, 09h:14 - A | A

POLÍTICA / SER HABITAÇÃO

“Max é o deputado que mais apoia o social”, destaca senador Mauro Carvalho

Parlamentar tem boa parte de sua atuação política voltada a implementação de políticas públicas habitacionais

Assessoria



O senador Mauro Carvalho (UB) destacou a atuação do primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB), nas políticas sociais em Mato Grosso, durante a assinatura do decreto que vai possibilitar a construção de 40 mil casas populares em municípios de Mato Grosso, por meio do Ser Família Habitação. “Temos que reconhecer aqui que o Max, desde a sua primeira gestão, é o deputado que mais apoia o social no governo Mauro Mendes”, discursou Carvalho, durante a solenidade no Palácio Paiaguás.

O programa habitacional é encabeçado pela primeira-dama Virginia Mendes, com subsídios concedidos através do MT Participações e Projetos (MT-Par) para o valor de entrada da casa própria.

Max Russi assegurou a atuação do parlamento na formatação de políticas voltadas à habitação e ressaltou que programas como esse são fundamentais para alavancar o combate a vulnerabilidade.

amílias, as pessoasNós precisamos atender as f mais vulneráveis. Habitação é fundamental e você facilitar para que a pessoa tenha acesso à moradia é levar dignidade, é tranquilidade, é qualidade de vida

Essa tem que ser uma política pública constante dentro do governo. Além disso, a construção civil gera emprego, gera renda, gera desenvolvimento e a Assembleia será sempre parceira dessas políticas públicas”, assegurou.

Em relação ao valor de contrapartida, esse poderá chegar a R$ 20 mil para famílias com renda bruta familiar mensal de até R$ 2.640 reais; R$ 15 mil reais, para as que possuem entre R$ 2.640,01 até R$ 4.400 e R$ 10 mil, para as que variam entre R$4.400,01 até R$ 8 mil, conforme o Executivo.

O objetivo do Ser Família Habitação é justamente viabilizar a aquisição da moradia por famílias com renda de até R$ 8 mil reais através do fomento à produção de empreendimentos em parceria com a iniciativa privada, entes públicos e da concessão de subsídios pelo poder público, visando facilitar o acesso dos pretendentes às operações de financiamento concedidas no âmbito do Sistema Financeiro de Habitação – SFH e do Programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal, por meio da redução e/ou supressão do valor devido a título de entrada a ser pago pelo beneficiário final.

Assessoria

Max Russi

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Participaram da solenidade o governador Mauro Mendes (UB), a primeira-dama Virginia Mendes, a secretária de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Grasielle Paes Silva Bugalho, o senador Mauro Carvalho, a senadora Margareth Buzetti (PSD), o secretário-chefe da Casa Civil, Fábio Garcia, os deputados estaduais Claudio Ferreira (PTB) e Beto Dois a Um (PSB), o diretor-presidente do MT-Par, Wener dos Santos e autoridades municipais, estaduais e federais.

Atuação – Max Russi tem boa parte de sua atuação política voltada a formatação de políticas públicas habitacionais. Quando foi prefeito de Jaciara, foram articuladas mais de 1.000 casas populares. Já como parlamentar, a gestão do deputado resultou na articulação e construção de mais de 600 moradias em diversos municípios.

Um exemplo é Alto Taquari, que após a articulação do primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, recebeu investimentos do governo do estado e agora está construindo 100 casas populares, que estão sendo destinadas às famílias de baixa renda.

No ano passado, o deputado foi um dos articuladores para que a Assembleia Legislativa aprovasse a proposta que destina 80% do que for arrecadado pelo Fundo de Transporte e Habitação (Fethab) para a infraestrutura em transporte e habitação. O substitutivo integral ao projeto de lei 956/2022, que garantiu a continuidade da contribuição, utiliza 20% deste montante para famílias de baixa renda vinculadas ao CadÚnico.

Habitação inclusiva - Max Russi articulou emenda federal, possibilitando à prefeitura de Pontal do Araguaia colocar em prática o Projeto Reconstruir, que está reformando e readequando as casas de pessoas com deficiência do município, com mão de obra de reeducandos da cadeia pública. Já foram 10 residências contempladas com as adaptações e a intenção é que esse programa se estenda a outros municípios.

Entre no grupo do Semana7 no WhatsApp e receba notícias em tempo real (Clique AQUI).

DOAÇÃO PAN 728

 



Comente esta notícia