POLÍTICA Sexta-feira, 25 de Junho de 2021, 10:25 - A | A

25 de Junho de 2021, 10h:25 - A | A

POLÍTICA / 30 dias

Sessões são antecipadas na ALMT pois recesso do meio do ano será maior

Os deputados agora correm para votar assuntos importantes antes do recesso do meio do ano, que em vez de 15 dias, será de um mês.

G1 MT



A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) está antecipando as sessões que seriam realizadas no mês de julho. Nessa quinta-feira (24) teve a segunda sessão desta semana e na próxima serão mais duas

Os deputados agora correm para votar assuntos importantes antes do recesso do meio do ano, que em vez de 15 dias, será de um mês.

O deputado Faissal Calil tem menos de uma semana pra convencer os colegas a derrubar o veto do governo ao projeto de lei que retira a cobrança do ICMS sobre uma parte da operação de energia solar .

Outro veto do governo que precisa ser votado é o do projeto de lei que condiciona a volta às aulas presenciais nas escolas estaduais apenas quando todos os profissionais da educação estiverem imunizados contra a Covid-19.

"Nós precisamos dessa garantia, da apreciação desse veto para que possamos retomar as aulas com segurança", diz o deputado Thiago Silva.

Na sessão desta quinta-feira, o presidente Max Russi anunciou que as duas sessões da semana que vem serão na terça-feira e na quarta-feira, quando os vetos serão votados.

Lúdio Cabral (PT) queria que os vetos fossem votados na terça-feira (29) e disse que, caso os vetos da pauta não estejam na próxima sessão, ele irá pedir sobrestamento da pauta já no início da sessão.

O receio da oposição é que a sessão da próxima quarta-feira (30) seja esvaziada pelos deputados da base, porque sem um número suficiente de deputados, não haveria condições de votar uma lista enorme de vetos do governo e essas votações ficariam para a volta do recesso.

Max Russi não atendeu ao pedido de Lúdio e manteve a votação dos vetos para a próxima quarta-feira.

NN 360.gif

 

 



Comente esta notícia