CIDADES Terça-feira, 31 de Outubro de 2023, 07:54 - A | A

31 de Outubro de 2023, 07h:54 - A | A

CIDADES / potencial turístico

Nova rota pode encurtar acesso ao Pantanal por estrada de usina centenária

Vice-governador Otaviano Pivetta e secretários fizeram percurso no final de semana junto com equipe do TCE

Débora Siqueira
Sedec-MT



Uma nova rota de acesso ao Pantanal por uma estrada entre Várzea Grande e Barão de Melgaço pode atrair turistas pela beleza do percurso, passando pela antiga Usina Itaici, e ainda encurtar o trecho até o bioma. Caso o trecho fosse asfaltado, seria encurtada a distância em até 40 km. Atualmente, da capital a Barão de Melgaço é pela MT-040 e são 110 km de distância.

No final de semana, o vice-governador Otaviano Pivetta, representantes das pastas de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Ciência e Tecnologia (Secitec), Cultura, Esporte e Lazer (Secel) participaram de um estradeiro, que pode se tornar uma rota de turismo, reduzindo o acesso ao Pantanal de Barão de Melgaço.

A ação foi organizada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e pela Instância de Governança Regional (IGR Pantanal), criada há cerca de dois anos, que envolve prefeituras de Cáceres, Poconé, Nossa Senhora de Livramento, Santo Antônio de Leverger, Barão de Melgaço e Porto Esperidião, e empresários do setor do turismo.

A proposta do estradeiro foi percorrer a rota da Praia Grande, em Várzea Grande, passando pela antiga Usina Itaici até Barão de Melgaço. Caso o trecho fosse asfaltado, seria encurtada a distância em até 40 km. Atualmente, da capital a Barão de Melgaço é pela MT-040 e são 110 km de distância.

A Usina Itaici foi a primeira na produção de açúcar e cachaça em Mato Grosso, datada de 1896. O imóvel foi tomado como patrimônio estadual desde 1984 está cerca de 40 km de Santo Antônio de Leverger.

“Vamos desenvolver um projeto e apresentar ao governador Mauro Mendes criando mais essa rota de turismo na baixada cuiabana, valorizando ainda mais o pantanal de Santo Antônio de Leverger, Nossa Senhora do Livramento e Barão de Melgaço. A Usina de Itaici, além de um patrimônio cultural, pode se tornar um produto turístico”, avaliou o secretário adjunto de Turismo da Sedec, Felipe Wellaton.

O conselheiro do TCE, Sérgio Ricardo, disse que a instituição já vinha discutindo o desenvolvimento do Estado e o fim das desigualdades regionais, por isso propôs a realização do evento com essa viagem que passa pelos municípios de Várzea Grande, Nossa Senhora do Livramento, Santo Antônio de Leverger e Barão de Melgaço, para criar um roteiro de turismo que auxilie o desenvolvimento do turismo nessa região do pantanal mato-grossense.

“O turismo é o setor que mais gera emprego e renda. Precisamos viabilizar a questão turística nessa região, levando desenvolvimento para a região pantaneira, com possibilidades de geração de riqueza e qualificação das pessoas que moram nesses municípios”, pontuou.

O vice-governador Otaviano Pivetta esteve pela primeira vez na região, pela MT-452 e MT-050, conhecendo o potencial turístico, as riquezas naturais e ainda as necessidades de infraestrutura para o desenvolvimento do setor.

“Nós entendemos que a indústria do turismo é o próximo grande passo para Mato Grosso. Nós temos vocação. Estamos conhecendo essa região, conversando, planejando para melhorar a infraestrutura tanto da condição do transporte terrestre, as estradas, como a energia que, no decorrer do trajeto, a gente percebe que são monofásicas e também o sinal da internet que é uma das deficiências”, declarou.  

O secretário de Ciência e Tecnologia, Allan Kardec, avaliou que essa posição de liderança do TCE é importante diante da licitação da orla de Barão de Melgaço, realizada no dia 16 de outubro, ter dado novamente deserta.

“Essa iniciativa é importante para o desenvolvimento da região. É uma rota turística, cultural e econômica e tenho certeza que a partir daqui, com a ajuda, obviamente, do Governo do Estado, das bancadas federais, da bancada estadual, nós vamos tirar esse projeto do papel, e teremos um novo conceito macroeconômico para essa região, na base do turismo”, afirmou. 

Entre no grupo do Semana7 no WhatsApp e receba notícias em tempo real (Clique AQUI).

Ser Família Capacita


Comente esta notícia