GERAL & ECONOMIA Quinta-feira, 27 de Maio de 2021, 11:19 - A | A

27 de Maio de 2021, 11h:19 - A | A

GERAL & ECONOMIA / Reforço

UBS do bairro São Benedito será centro de triagem Covid-19 em Barra do Garças

A medida tem a finalidade de desafogar o fluxo na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Fernanda Moraes
Da Redação



Na manhã desta quinta-feira (27), o secretário de Saúde de Barra do Garças, Adilson Tavares, anunciou que a Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro São Benedito será um centro de triagem para atender pacientes com suspeita de Covid-19, a partir desta sexta-feira (28). O local contará com um médico e serviço de tele enfermeiro.

A iniciativa busca desafogar o fluxo na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Segundo o secretário, na UPA já foram inseridos quatro médicos para atender na portaria da unidade, além de um na semi-intensiva e mesmo assim não está sendo suficiente.

Os números de casos ativos têm avançado no município, Adilson afirmou que isso é resultado de uma possível nova variante. Segundo ele, pessoas mais jovens estão sendo contaminadas de forma mais rápida e letal. “A doença evolui muito rápido e o comprometimento pulmonar em 24 horas é assustador”, alertou.

O prefeito Adilson Gonçalves (PSD) também ressaltou a gravidade da situação, informando que os “kits intubação” estão em falta no município como também em todo país, decorrente ao aumento nas procuras, que subiu de forma significativa desde o último sábado (22).

Com a determinação do prefeito, a secretaria também está buscando adquirir novos aparelhos respiratórios, por meio de locação. Serão cinco ventiladores e cinco monitores para atender à necessidade da UPA.

O secretário Adilson reforçou que mesmo com as novas aquisições, apenas isso não seria o suficiente, “nós sabemos que não vai adiantar ficar intubando pessoas lá se não tem leito de UTI e se o número de pessoas que necessitam dessa intubação for maior do que a gente pode ofertar”, afirmou.

Novo decreto

Ainda nesta quinta (27), o prefeito Adilson Gonçalves disse na coletiva, que as equipes de fiscalização no município agirão de forma punitiva, sem fase de orientação. Um novo decreto será editado nas próximas horas, o qual determina que os comerciantes flagrados desrespeitando as medidas restritivas terão os estabelecimentos interditados por cinco dias, sem notificação prévia.



Comente esta notícia