POLÍTICA Domingo, 14 de Fevereiro de 2021, 14:48 - A | A

14 de Fevereiro de 2021, 14h:48 - A | A

POLÍTICA / Infraestrutura

Prefeito de Querência fala sobre pavimentação de baixo custo

Fernando Gorgen pretende pavimentar todo o município em dois anos

Neiriane Santos
Da Redação



Os Consórcios Intermunicipais do Araguaia e o Governo do Estado se reuniram na última sexta-feira (12), em Água Boa, para discutirem medidas de gerenciamento dos recursos e parcerias para a execução de obras principalmente na área de infraestrutura dos municípios e desenvolvimento econômico.

Entre as demandas mais citadas pelos prefeitos, a pavimentação de rodovias de acessos entre as cidades era a mais urgente, segundo os gestores, a má estrutura dessas estradas interferem diretamente no desenvolvimento do município.

O prefeito de Querência, Fernando Gorgen (DEM), em entrevista ao Semana7, falou sobre o projeto de pavimentação asfáltica de baixo custo que, segundo ele, é uma alternativa até três vezes mais barata que a comum, via licitação de empreiteira e finacimaneto pela Caixa Econômica Federal.

"A gente faz execução própria em vez de contratar uma empreiteira com um processo licitatório que vai vir com superfaturamento… Você pega o dinheiro compra o Cm30 (Asfalto diluído de Petróleo) o RR2C (emulsão asfáltica), compra diesel e usa as máquinas e a mão de obra da prefeitura, além disso é só contratar um responsável técnico em asfalto e o próprio engenheiro da prefeitura acompanha a obra”, explicou o prefeito.

Segundo Fernando, o município de Querência deve estar completamente asfaltado até o ano de 2022. “Vou continuar usando essa tática, fizemos todo o tratamento simples do asfalto, agora nós compramos uma usina e vamos começar a fazer micro revestimento, acho que neste ano ou mais tardar no próximo 100% do perímetro urbano vai estar asfaltado”, reiterou.

De acordo com o prefeito, o objetivo agora é a pavimentação das rodovias estaduais. “Fizemos uma parceria com o Governo do Estado e estamos asfaltando as MTs. Ano passado fizemos 11 km, com R$ 5 milhões e execução própria em convênio com o Estado, o projeto era de 9 metros de largura mas fizemos 12 metros, com o mesmo dinheiro, então dá pra fazer se tiver planejamento e vontade”, disse.

Sobre a pavimentação do Contorno Oeste, a Rota Alternativa, projeto lançado pelo vice-governador Otaviano Pivetta, Gorgen declarou que é um projeto de simples execução que trará muitos benefícios à região. “O contorno dá pra sair e deve sair, é uma estrada mais barata porquê não tem nenhuma serra, não tem nenhum rio no caminho, é um obra fácil de ser feita e barata”, concluiu.



Comente esta notícia