CIDADES Terça-feira, 12 de Janeiro de 2021, 16:58 - A | A

12 de Janeiro de 2021, 16h:58 - A | A

CIDADES / Aulas presenciais

“Iremos seguir conforme o Estado”, diz secretário de Educação em relação a volta às aulas em Araguaiana

José Marra afirma que os preparativos para o retorno presencial está sendo realizado aos poucos.

Emily Tinan
da Redação



Semana7

WhatsApp Image 2021-01-12 at 09.00.34.jpeg

O ex-prefeito e então secretário de Educação de Araguaiana, José Marra, confirmou que as Escolas Municipais estão se preparando aos poucos para o retorno das aulas presenciais, que apesar de não ter uma data confirmada, o secretário afirma que o município deve seguir os passos do Estado de Mato Grosso, com o novo sistema híbrido.

Como foi estipulado pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), o retorno das atividades deve acontecer no dia 1º de fevereiro aos diretores, assessores e professores para a realização da semana pedagógica.

Já no dia 8 de fevereiro será a vez dos alunos retornarem às salas de aula, mas em sistema de revezamento. A proposta é que a cada dia, 50% da turma assista aula presencial. No dia que não estiver em sala de aula, o aluno terá tarefas e ensino direcionado.

Ainda segundo José Marra, o antigo secretário de Educação já deixou encaminhado os preparativos com os professores. Os ônibus escolares também já sofreram as adequações.

O retorno presencial previsto pela Seduc, não engloba profissionais e estudantes que estão nos grupos de risco. Pais que não quiserem que os filhos retornem para as salas de aula poderão assinar um termo de compromisso e estes alunos continuarão a ter aulas on-line ou por apostilas.

Medidas restritivas

Conforme foi registrado novos casos de contaminação pelo vírus em Araguaiana, a prefeitura decretou novas medidas de segurança, conforme o decreto 03/2021, onde prevê que por 15 dias, prorrogáveis, a realização de eventos públicos e privados estão proibidos, além do consumo de bebida alcoólica em espaços públicos, como praças, piscinas, beira de rio e entre outros.

As lotações de clientes nos estabelecimentos também devem funcionar com 50% da sua capacidade.

O município que conseguiu permanecer por 42 dias sem nenhum novo caso pelo vírus, voltou a apresentar novas contaminações no dia 31 de dezembro do ano passado.

Segundo o prefeito reeleito, Getúlio Dutra (PSB), “as realizações de festas de final de ano, resultaram no aumento de número de casos que já estavam zerados”.

Na última semana o gestor esteve reunido juntamente com outros prefeitos de cidades vizinhas em Barra do Garças onde foi acordado um decreto unificado entre as cidades com restrições mais severas.

Segundo secretário de Saúde, Narciso Corrêa, a prefeitura irá modificar o último decreto com os novos protocolos a serem seguidos, para que seja evitado principalmente as aglomerações.



Comente esta notícia