OPINIÃO Segunda-feira, 04 de Setembro de 2023, 10:11 - A | A

04 de Setembro de 2023, 10h:11 - A | A

OPINIÃO / GIOVANA BALTH

Se a sua vida não está andando, é a sua criança que está te parando

Giovana Balth



Se a sua vida não está fluindo é porque a sua criança está precisando de atenção. Nos tornamos adultos saudáveis quando tratamos nossa criança interior, pois somente assim ela perde o poder de comandar a nossa vida. Porém, o que vemos são pessoas vivendo no automático, sofrendo e repassando essa dor para as pessoas à sua volta. O resultado é uma vida travada, com dificuldade no trabalho, relacionamento, financeiro...

Esta criança que vive em você pode, de alguma forma, influenciar o seu comportamento quando você gasta dinheiro com coisas supérfluas, gasta mais do que ganha, precisa chamar atenção no seu trabalho, fica doente frequentemente, tem a necessidade de aprovação dos outros, é uma pessoa desconfiada, tem a sensação do não merecimento, dificuldade de prover seu próprio sustento ou até mesmo se manter no emprego.

Os padrões emocionais são formados até os 7 anos, essa é a programação que vai comandar a sua vida. A ferida do abandono e da rejeição; a criança passa a acreditar que o problema está nela, como se ela não tivesse valor, elas afetam a autoestima, a capacidade de se amar incondicionalmente e pode resultar em relacionamentos ruins, tóxicos e aí a pessoa pode se tornar dependente do (a) parceiro (a) devido a sensação de não merecimento (isso é o melhor que posso conseguir!).

A ferida da traição é ativada quando promessas não foram cumpridas ou mesmo uma recompensa pelo bom comportamento, ou aquela frase “na volta a gente compra”. O adulto não cumpre a palavra e a criança se sente traída e, a partir desses traumas repetidos, passa a não confiar nas pessoas. Na fase adulta passa a ser controladora tudo isso para não ser enganada/ trocada, excluída novamente.

A ferida da culpa é gerada quando a criança é muito cobrada pelos pais, punida, castigada, recebe uma grande carga de responsabilidade e é cobrada a atender as expectativas como se fosse um adulto.

A ferida da injustiça surge quando a criança é acusada de algo que não fez ou tem tratamento diferenciado. Exemplo: dois irmãos de sete e seis anos que comem leite condensado escondido. Quando a mãe descobre pune o mais velho e deixa o restante do doce para o mais novo.

Estas dores emocionais da nossa criança podem ser tratadas com técnicas como: Constelação Sistêmica Familiar, E.F.T., PNL, Thetahelling@, Barras de Access, Reiki. É preciso avaliar como está sua vida. Quais áreas não estão fluindo. E o quanto essa ou essas feridas estão afetando a sua vida. É possível ter uma vida leve em que você comanda sua vida. Reserve um tempo para cuidar da sua criança interior para seu adulto ter uma vida extraordinária.

* Giovana Balth é fisioterapeuta integrativa e facilitadora Sistêmica. @giovanabalth



Comente esta notícia