POLÍCIA Quinta-feira, 09 de Novembro de 2023, 11:25 - A | A

09 de Novembro de 2023, 11h:25 - A | A

POLÍCIA / combate ao crime

Operação prende 6 pessoas em Barra do Garças e 1 em Aragarças; um suspeito morre em confronto

Promotora do Grupo de Atuação Especial de Contra o Crime Organizado (Gaeco), Nathalia Magnani, deu detalhes sobre os trabalhos da força-tarefa

Da Redação
Semana7



Um suspeito morreu e outros seis foram presos, nesta quinta-feira (09), durante cumprimento de oito mandados judiciais da “Operação Tudo 2”, que tem como alvos integrantes de uma organização criminosa em Barra do Garças (a 509 km de Cuiabá). A ação envolve cerca de 80 agentes em uma força-tarefa do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (GAECO), Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Penal e Sistema Socioeducativo Civil, segundo a promotora de Justiça Nathalia Magnani.

Em entrevista coletiva, a promotora do Gaeco informou que a operação é um desdobramento de investigações iniciadas após o sequestro e assassinato de um jovem em dezembro de 2022. Os restos mortais da vítima, de 28 anos, foram localizados em fevereiro deste ano em uma região de mata, próximo a Pontal do Araguaia (MT). Ele foi morto por ter sido fotografado fazendo com as mãos um símbolo numérico atribuído a uma facção criminosa rival, conforme apuração da Polícia Civil.

De acordo com Nathalia, a maioria dos alvos da Operação Tudo 2 está ligada ao tráfico de drogas, porte ilegal de arma e associação ao crime organizado.

Ainda durante o cumprimento de um dos mandados nesta quinta (09), um dos alvos morreu ao reagir a abordagem da Polícia Militar. Ele acabou baleado e foi encaminhado ao hospital local, porém, não resistiu aos ferimentos. Na residência do suspeito, a PM apreendeu uma quantia em dinheiro e uma arma de fogo.

“Ele tinha 11 passagens criminais envolvendo porte ilegal de arma, tráfico de drogas e associação a organização criminosa, totalizando penas impostas a ele de quase 15 anos de prisão. Desse total, havia ainda 7 anos a serem cumpridos. Mas não há informação de participação dele no homicídio mencionado”, explicou a promotora.

Além das seis prisões em Barra do Garças, um dos alvos da operação foi detido após ser encontrado dormindo em uma praia de Aragarças (GO).

Operação Tudo 2

Foram expedidos pelo Juízo do Núcleo de Inquéritos Policiais de Capital (NIPO), 12 mandados de prisão e 11 de busca e apreensão, cumpridos em Barra do Garças (MT), Pontal do Araguaia (MT), Água Boa (MT), Várzea Grande (MT), Alto Boa Vista (MT) e Vila Velha, no Espírito Santo.

Segundo o Gaeco, as investigações apuraram, até o momento, a participação de, pelo menos, 18 pessoas na organização criminosa, inclusive com o envolvimento de adolescente no grupo.

O termo “Tudo 2”, que se refere ao nome da operação, é um dos sinais utilizados pelos faccionados para se identificarem dentro da organização criminosa investigada.

A operação conta com apoio das unidades do Gaeco de Cuiabá, Rondonópolis, Cáceres e Sorriso (ao todo são 41 agentes), Polícia Civil, Polícia Militar (36 policiais militares das Forças táticas de Barra do Garças e Várzea Grande) e do Departamento Especializado de Investigações Criminais da Polícia Civil do Espirito Santo (DEIC/ES).

Entre no grupo do Semana7 no WhatsApp e receba notícias em tempo real (Clique AQUI).

Ser Família Capacita
image
image
image
image


Comente esta notícia